Quem Somos
Galeria de Fotos
         
 
Serviços
Notícias
         




Notícias

Os diversos tipos de Quadra.

24/07/2013
 

 O tênis pode ser jogado em diferentes tipos de quadra. No circuito profissional as quadras mais usadas são de saibro, asfalto,  grama e carpete.

 Saibro, também conhecido por “terra batida”, pode ser feito de pó de tijolo, cor avermelhada, ou de pó de pedra, também conhecido por “har-tru”, de cor acinzentada. São muito populares na Europa e na América do Sul. As quadras de saibro são as que provocam um jogo mais lento, pois as partículas de terra diminuem um pouco a velocidade da bola, beneficiando os jogadores menos agressivos, que ficam mais tempo batendo bolas do fundo da quadra e os pontos são mais longos. Este tipo de piso permite que os jogadores escorreguem na quadra, facilitando a movimentação.

  Os torneios no saibro acontecem praticamente o ano todo, concentrando-se no primeiro semestre, quando são jogados os torneios mais importantes do mundo, como Monte Carlo, Roma, Hamburgo e Roland Garros.

  A grama é um tipo de quadra em extinção. Apesar de toda a tradição, é cada vez mais rara devido a sua complicadíssima manutenção. Tem de ser especial e, em certas épocas do ano, precisa ser cortada praticamente todos os dias. Não pode ser utilizada úmida (ou com muito orvalho), nem muito cedo nem à noite, pois se estraga rapidamente. Para jogar na grama, o tenista precisa de um tênis com um solado especial, pois com calçados normais dificilmente permaneceria em pé na quadra, por  ser um piso muito escorregadio. A superfície é mais macia e a bola pinga bem menos. É um jogo rápido, favorecendo os jogadores de estilo agressivo, especialmente saque e voleio. Hoje encontramos quadras de grama na Inglaterra, Holanda, Austrália e algumas espalhadas pelo mundo.

  Apesar de poucos torneios espalhados durante o ano, a temporada de grama se concentra em junho, na Europa, quando são jogados os torneios de Queens, Nottingham e Wimbledon.

  As quadras asfálticas,  conhecidas por quadras duras, rápidas ou sintéticas, foram popularizadas pelos americanos, para que houvesse uma economia na manutenção (a manutenção do saibro é complicada e a da grama muito pior). Nas quadras de asfalto o jogo é mais rápido, mas depende da abrasividade da superfície. Nas mais ásperas, a bola fica mais lenta e nas mais lisas, mais rápida. Esse tipo de quadra beneficia o jogador mais agressivo, com um saque mais forte, e também ajuda os jogadores mais altos, que além da estatura privilegiada (quanto mais alto, mais quadra ele cobre), conseguem se movimentar com mais facilidade. Os torneios de quadras duras acontecem o ano todo, mas os mais importantes se concentram no início do segundo semestre, como Toronto, Los Angeles, Cincinnati, Indianapolis e U.S.Open.

  O carpete, é a mais rápida de todas as superfícies. Usadas em quadras cobertas, é muito conhecido nos países onde o inverno é muito intenso. Por ser muito rápido,  favorece os jogadores agressivos, com saques fortes e bom jogo de rede. A bola escorrega bastante e pinga muito pouco. Os pontos são curtos, dificultando para os jogadores que trocam muita bola. Os torneios em quadras cobertas (carpete) se concentram no final do segundo semestre, no início do inverno do hemisfério norte e os mais importantes são Lyon, Paris e o Masters, que reúne os 8 melhores jogadores do ano e define quem termina o ano como o jogador número um do mundo.

  Ter diferentes superfícies é muito saudável para o esporte,  permite que os tenistas façam uma programação de seus torneios preferidos e concentrem seus esforços em uma determinada temporada do ano. Também possibilita que jogadores com estilos diferentes vençam torneios, e evita que um só tenista domine o circuito profissional. Diferentes superfícies conseguem agradar praticamente todo tipo de público e para um jogador atingir o número um do ranking mundial, não basta que seja bom em apenas um tipo de superfície.